O estresse e a importância do relaxamento

By evoluirjuntos - fevereiro 11, 2020




Hoje em dia, e nas últimas décadas, é bem comum ouvir falar em “estresse”. A maior parte das pessoas com as quais conversamos, afirmam estar, em algum momento, estressadas, nervosas ou ansiosas. 

Normalmente, as pessoas definem estresse ao dizer que tiveram um dia muito agitado, na correria. Porém, o estresse não é exatamente isso. Um dia corrido pode não necessariamente estar relacionado a algum sintoma de estresse. Afinal, numa cidade na época de hoje, o tempo é contado, muitos estão sempre correndo, e vai depender de como reagimos a tudo.

O QUE É ESTRESSE

O estresse é algo natural, é um mecanismo fisiológico do qual precisamos para sobreviver. Há muito tempo, quando nossos ancestrais e antepassados avistavam algum animal ou uma situação de perigo no caminho, o corpo se preparava para atacar ou para fugir. Essas duas reações demandam uma série de ajustes no corpo como a aceleração do batimento cardíaco, o aumento da respiração, etc. Trata-se de um mecanismo que nos coloca em estado de alerta, provocando alterações físicas e emocionais. A nossa reação ao estresse é uma atitude biológica necessária para a adaptação às novas situações.

Voltando para nossa realidade atual moderna, em grandes cidades, com trânsito intenso, poluição, barulhos, horários a cumprir e etc, também enfrentamos situações estressantes, só que bem diferentes as dos nossos ancestrais. Cumprir metas, chegar no horário, cuidar de filhos ou de outras pessoas, conseguir emprego, enfrentar filas, e por aí vai. O problema é que o nosso corpo continua se preparando para lutar ou fugir quando nos sentimos ameaçados, e nós não partimos de fato para uma briga física ou corremos do perigo. Assim, nosso corpo fica com uma carga excessiva de adrenalina gerando tensão, angústia, irritabilidade, inquietação, etc.

Esse é o estresse prejudicial que pode gerar doenças. É esse o fator que atrapalha a vida de muitos brasileiros, infelizmente. Contudo, ninguém adoece de uma hora para outra. Nosso corpo dá sinais, e o que precisamos é ficar atentos para ouvi-los.

OS SINAIS DO CORPO

De um dia para outro, não há como ficarmos doentes por causa do estresse. No geral, nós vamos sentindo que algo não está bem. Alguns sinais para ficarmos atentos seriam, por exemplo: tensão muscular; sensação de cansaço constante; hipertensão; insônia ou sono excessivo; formigamento (na face ou nas mãos, por exemplo); problemas de pele; alterações de humor; perda de interesse pelas coisas; mudança de apetite; problemas de atenção, concentração e memória (para lidar com o estresse, o corpo limita a quantidade de nutrientes que vão para o cérebro, alterando seu funcionamento); ansiedade, síndrome do pânico, depressão.

AS CAUSAS

Existem diversas causas para o estresse. Podemos dizer que existem as causas externas e as internas. Além disso, as causas variam de acordo com cada estilo de vida e forma de pensar de cada um.

As causas externas seriam as do ambiente (se é um ambiente conflituoso, pesado, com muitas brigas, etc); as mudanças em geral (mudar de casa, de emprego, de área de trabalho, por exemplo), até mesmo sendo positivas, as mudanças podem gerar estresse pois requer adaptação (como o nascimento de um filho). Outras causas externas poderiam ser um divórcio, o falecimento de uma pessoa querida, doença de um ente próximo, ou até mesmo situações como o trânsito, problemas com o chefe, aposentadoria (que é outra mudança importante e significativa), etc.

Já as causas internas, estão relacionadas a forma de pensar, de interpretar e de lidar com as situações da vida. Algumas características da personalidade da pessoa que influenciam para o fator estresse seriam: o perfeccionismo, a vontade de controlar tudo e todos, ser crítico ou intransigente demais, rigidez, agitação e tensão, amargura, nutrir sentimentos de raiva por algo ou alguém, pressa, querer fazer tudo ao mesmo tempo, querer agradar a todos, isolamento excessivo, etc.

COMO ISSO FUNCIONA NO NOSSO CORPO 

No nosso organismo, dentro do nosso sistema nervoso, nós temos os sistemas simpático e parassimpático.

O sistema simpático é o responsável por preparar o corpo para as situações de perigo, medo e estresse, ajustando o organismo para suportar essas situações sejam elas de nível físico ou psíquico. Assim, ele ativa no nosso corpo a aceleração dos batimentos do coração (taquicardia: aumento da frequência cardíaca, que acelera a circulação do sangue e o consequente aporte de nutrientes às células, incrementando a produção de energia), dilatação da pupila (aumento da eficiência visual), aumenta nossa capacidade respiratória (aumentando o diâmetro da traqueia e dos brônquios), redução dos movimentos peristálticos (observando que um dos efeitos do estresse prejudicial seria a prisão de ventre), vasoconstrição da pele, dentre outros.

Já o sistema parassimpático, age de maneira contrária, nos fazendo relaxar enquanto nos preparamos para dormir e após as refeições para que nosso sistema digestivo funcione adequadamente. Sendo assim, ele é a parte do sistema nervoso responsável por regular nossos batimentos cardíacos (desacelerando) pois quando nossa frequência cardíaca se regula e o ritmo cardíaco fica menos acelerado, nosso cérebro trabalha muito melhor; relaxa os pulmões ao reduzir a entrada de oxigênio (favorecendo um estado de calma); regula o sistema digestivo e os movimentos intestinais (controla e regula tanto o processo de eliminação das fezes quanto a coordenação da urina); contrai a pupila (quando estamos em um estado de repouso, esse sistema considera que não é necessário captar mais tanta luz).

A IMPORTÂNCIA DO RELAXAMENTO E AS TERAPIAS INTEGRATIVAS

Quando os níveis de estresse ficam altos demais, o sistema simpático não consegue reduzir sua atuação nos momentos em que deveria; e o parassimpático, não conseguindo atuar, mesmo quando estamos dormindo, gera para a fisiologia do nosso corpo a informação de que, mesmo quando estamos dormindo, é como se nosso corpo estivesse ativo como num dia de trabalho. O momento de descanso não acontece plenamente, assim acordamos sempre com a sensação de que precisaríamos dormir mais horas, ou quando acordamos ainda nos sentimos cansados.

Por isso é necessário buscar o equilíbrio. Quando o sistema simpático está ativo demais, deixando a pessoa sempre em alerta, é preciso encontrar técnicas e cuidados que ativem o sistema parassimpático e o relaxamento profundo.

Visto isso, já dá para perceber a importância do relaxamento para uma vida saudável, calma e de qualidade, certo? Lembre-se que as doenças que aparecem no nosso corpo físico, antes já se manifestaram no nosso corpo mental, emocional, espiritual ou energético. Muitas das vezes, isso é inconsciente. E nada melhor do que técnicas leves e não invasivas para trabalhar questões no nosso subconsciente, trazendo consciência e bem-estar.

As terapias alternativas como o Reiki, a Reflexologia Podal, a Massagem, e a Terapia Multidimensional, por exemplo, atuam diretamente no relaxamento e no bem-estar, ativando o nosso sistema parassimpático. A sensação de bem-estar e de tranquilidade após uma sessão de terapia holística é profunda, e traz benefícios que duram alguns dias.

Pela nossa experiência em atendimentos, pecebemos que união de algumas técnicas terapêuticas geram maiores benefícios, resultando em um relaxamento profundo. É o caso do Reiki com a Reflexologia Podal. A partir do tratamento e da soltura dos pés, todo nosso corpo é trabalhado e energizado nos pontos certos, ativando o mecanismo de autocura do próprio ser humano. Somado a isso, a energia Reiki vem para potencializar, equilibrar, trazer calma e recarregar as energias. (Saiba mais sobre nosso atendimento no final desta página)

A saúde é multidimensional

Vale dizer, que todos nós passamos e vivemos situações de estresse. “É preciso estresse para viver, pois é ele que nos faz levantar e ir atrás do que queremos ou precisamos, com algum grau de satisfação. O problema é quando se torna excessivo e supera nossa capacidade de adaptação ou quando persiste por muito tempo”, alerta a psicóloga Selma Bordin do Hospital Israelita Albert Einstein.

Cuide bem da sua alimentação, pratique atividade física, tenha uma vida social ativa e saudável, busque contato com a natureza, respire fundo (a prática do Yoga é um ótimo aliado, assim como a meditação) e busque tratamentos que te façam bem. A saúde é multidimensional, envolvendo os aspectos físicos, psicológicos, emocionais, energéticos e sociais.

As terapias alternativas são muitas e ganham cada vez mais espaço no nosso dia a dia. Busque aquela que ressoar com a sua intuição e sua alma.

“Sim, relaxamento é um dos fenômenos mais complexos – muito rico, multidimensional. Tudo isto faz parte dele: abandono, confiança, entrega, amor, aceitação, fluir com a corrente, união com a existência, ausência de ego, êxtase. Tudo isto faz parte dele e tudo isso começa a acontecer se você aprende os caminhos do relaxamento.
(…) Você pode fazer deste momento um inferno ou um céu – isso certamente é possível – porém não existe céu ou inferno em nenhum outro lugar. Inferno é quando você está todo tenso, e céu é quando você está todo relaxado. O relaxamento total é o paraíso.”
Osho.

Texto por: Ana Carolina Reis – Terapeuta e Mestre em Reiki, Reflexologia Podal, Terapia Multidimensional, Cone Hindu.

Texto originalmente publicado e produzido para www.aromadeflor.com.br 



Se você se identificou e deseja se cuidar, veja o que temos para você:

Projeto Relax²: 1 hora de Reflexologia e Reiki



Venha sentir os benefícios do relaxamento com as terapias Reflexologia Podal e Reiki. O atendimento, que tem duração de 1 hora, é feito pelas terapeutas do Espaço Aroma de Flor, toda terça e quinta-feira a partir de 12h, na Rua da Quitanda, nº 30, sala 701, Centro, Rio de Janeiro. Valor: R$ 80,00.  É necessário agendamento pelos contatos: 2242-9044 ou 98054-9044.

Para atendimentos nos demais dias da semana o valor será de R$ 120,00 (consulte disponibilidade de horários). Para agendamento envie-nos um whatsapp (21) 98054-9044 ou ligue (21) 2242-9044

- O relaxamento gera produtividade em funcionários e nas empresas! Pessoas em equilíbrio produzem mais, tornam o ambiente mais leve, com mais harmonia e humor! -



Pesquisas e sites consultados:
IPCS (Instituto de Psicologia e Controle do Stress)
Hospital Albert Einstein
Veja ainda – Estresse pode ser transmitido por gerações: Leia aqui!

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários