Os 7 Principais Chacras

By evoluirjuntos - abril 10, 2019


Olá! Gratidão por ter você aqui! Esse texto surgiu de uma série de postagens no nosso Instagram @evoluirjuntos em parceria com o Espaço Aroma de Flor Terapias Alternativas @aromadeflorterapias, para explicar o que são os chacras ou chakras e quais são os 7 principais deles! Assim, você pode saber qual a importância disso na sua vida e ter dicas de como equilibrar cada aspecto em desequilíbrio.

Esse texto foi escrito de forma bastante simples, para que todos possam compartilhar!


O que são chakras?
Você já ouviu falar de “chakras” ou “chacras”? Trazendo para a nossa língua, podemos traduzir como “Centro de Energia” ou simplesmente “Roda” que é a palavra de tradução literal do sânscrito (a língua ancestral da Índia e do Nepal).

Nós não somos apenas um corpo físico, mas também, assim como todo o restante do Universo, somos energia. Esta energia, se manifesta em vários níveis: a matéria, formada pelos átomos que é o seu corpo físico (esse mesmo aí que você pode ver no espelho, tocar, sentir), e o corpo energético, mais sutil, onde temos a aura. O corpo físico e as diversas camadas do corpo energético formam o nosso ser.

Os chakras são os centros de energia do nosso corpo. Nós temos milhares de centros de energia no nosso corpo, porém, existem 7 pontos que são os principais, cada um com suas funções, assim como cada órgão tem seu próprio papel no nosso corpo físico. É através desses centros que trocamos energia com o mundo, com as pessoas, os animais, as plantas, etc.

E qual a importância de sabermos disso? Um perfeito funcionamento dos chakras significa a perfeita saúde, e o desenvolvimento deles traz evolução e consciência. Se algum deles estiver girando rápido ou devagar demais, há uma desarmonia no nosso ser. Os chakras são responsáveis pela fluxo de energia vital que circula em cada um de nós, por isso estão sempre em movimento, girando.

Com o passar dos anos, nós vamos acumulando crenças, experiências, mágoas, energias negativas, emoções negativas, que vão causando bloqueios e podem se manifestar mais adiante gerando inclusive doenças físicas. Até mesmo os ambientes que frequentamos, as pessoas com as quais convivemos, os alimentos que ingerimos, situações que passamos, podem gerar esse desequilíbrio.

Conhecendo os 7 Principais Chakras, podemos aprender formas de remover bloqueios, buscar o nosso equilíbrio, bem-estar, ter mais percepção das coisas que sentimos, e o entendimento de várias situações de cada fase das nossas vidas. Acompanhe então cada um deles!


1º Chakra: Chakra Básico, Chakra Raíz ou Muladhara Chakra

Ligação com a Terra - Recursos financeiros - Orientação na Vida - Independência


O primeiro chakra fica próximo a base da coluna vertebral, entre o ânus e os órgãos genitais. Ele é representado simbolicamente por uma lótus de quatro pétalas. O nome sânscrito “Muladhara” significa “apoio básico”. Assim, este chakra oferece a base para todos os aspectos da vida, é o local onde se constrói os alicerces. Seu elemento da natureza é a terra (representa a nossa ligação com a terra), seu som é o “Lam” (um mantra, que pode ser mentalizado em uma meditação, por exemplo, para equilíbrio esse chakra), e sua cor é vermelho.

Esse chakra está relacionado com nossa energia física (disposição) e com tudo que é sólido, material e corporal. Nele se concentram algumas qualidades e medos referentes a sobrevivência, ou seja: o alimento, o ar, os recursos econômicos, o trabalho, a realização de ideais e desejos, a capacidade de orientação e de saber para onde seguir (propósito).

No corpo físico, o Chakra Básico corresponde às glândulas supra renais. Se ocorrem bloqueios neste chakra, a pessoa pode apresentar problemas de circulação, anemia, pouca tonicidade muscular, fadiga, insuficiência renal, excesso de peso. Já pelo lado emocional, o desequilíbrio nesse Centro de Energia pode demonstrar medo, agressão excessiva, impaciência, dependência, insegurança, não se permitir o prazer, ilusão.

Algumas dicas para equilibrar: atividades ligadas a terra - caminhar na grama, cuidar do jardim, conexão com a natureza (mar, florestas, trilhas, parques); praticar exercícios físicos; prática de Yoga; meditar visualizando a cor vermelha ou entoando o mantra “LAM”; cristais; Reiki; Reflexologia; Ayurvéda; e outras terapias holísticas.

2º Chakra: Chakra Umbilical ou Swadhistana Chakra

A Morada do Eu - Criatividade - Prazer e Paixão pela Vida - Relações Afetivas


O Segundo Chakra está localizado na região do umbigo, e seu nome sânscrito “Swadhistana” significa “suporte do sopro de vida” ou “a morada do eu”. Representado por uma lótus de 6 pétalas, seu som (mantra) é “Vam”, a cor laranja, e seu elemento da natureza correspondente é a água.

Este chakra está relacionado a sexualidade, a alegria instintiva, a criatividade e a paixão pela vida. Quando ele está equilibrado e ativado, nos permite amar a vida, sentindo prazer no simples fato de estar vivo. Além disso, a nossa capacidade de planejamento, jogo de cintura, e auto-aceitação também estão relacionadas a harmonia deste centro de energia. Quando está funcionando mal, pode acontecer da vida se transformar num caos pessoal, que acaba refletindo nas pessoas com quem convivemos e nos relacionamos.

No corpo físico, ele é direcionado para os órgãos reprodutivos e suas glândulas (ovários e testículos). Bloqueios no Chakra Umbilical podem gerar problemas menstruais, distúrbios gástricos e intestinais, perda da vitalidade, dores lombares, no sacro e no cóccix. Pode ocorrer também desarmonia nos rins, no fígado, pâncreas, vesícula e bexiga. Já pelo ponto de vista emocional, a desarmonia neste chakra gera uma falta de alegria para viver; medo de proximidade física (relacionado aqui a sexualidade também); isolamento; frigidez; medo; tristeza; vícios, etc.

Algumas dicas para equilibrar: terapias como Florais, Reiki, Terapia Multidimensional, Aromaterapia, Auricoloterapia; meditação; Yoga; Reflexologia; danças; energia da lua; usar a cor laranja; meditar com som do mantra “VAM”; cristais (citrino, topázio, cornalina amarela); exercícios físicos, etc…

3º Chakra: Plexo Solar, Esplênico ou Manipura Chakra

Escolhas - Poder Pessoal - Identidade no Mundo - Digestão - Auto Aceitação


O Terceiro Chakra está localizado na região do diafragma, um pouco acima do estômago, ligeiramente à esquerda. Seu nome sânscrito “Manipura” significa “Cidade das Pedras Preciosas” ou “Cidade das Jóias”. Representado por uma lótus de 10 pétalas e pelo elemento da natureza Fogo, sua cor é o amarelo e seu mantra é “Ram”.

Este chakra disperta o poder de conquista, o poder de conseguir manifestar na vida aquilo que desejamos, o poder de liderança. Quando em equilíbrio, garante energia para chegar onde sua mente quiser ir, independente de sua idade. Quando paramos, deixamos de viver gradualmente, e aqui temos essa vontade de estar sempre indo atrás do que desejamos. Nele se concentra esse poder pessoal, para realizar, definir propósitos, ações, ter autoestima e auto confiança.

Quando em desequilíbrio, a pessoa pode se tornar submissa, manipulada, aceitando tudo mesmo que discorde, pois ela não tem força de reagir. A ansiedade, o ciúme, a ira, a timidez, o não saber dizer não, a baixa autoestima, a impaciência também são resultados de um desarmonia no Terceiro Chakra.

No corpo físico este chakra corresponde ao pâncreas, que é uma glândula que atua na transformação e digestão dos alimentos. O pâncreas produz o hormônio insulina, equilibrador do açúcar no sangue. O Chakra do Plexo Solar comanda também o estômago, o fígado, os músculos abdominais, o baço e a vesícula. Se desequilíbrio pode causar má digestão, diabetes, gastrites, bulimia, alergias, sinusite, problemas de assimilação dos alimentos, etc.

Algumas dicas para equilibrar: Yoga (saudação ao sol); caminhada para sentir o sol (sempre nos horários seguros para exposição solar); terapias como Reiki, Florais, Aromaterapia, Cristais, Terapia Multidimensional, etc; usar a cor amarela; entoar o mantra “RAM”; meditação; sair da rotina; praticar a liderança; aproveitar a própria companhia, etc.

4º Chakra: Chakra Cardíaco ou Anahata Chakra

Centro energético do amor - Cura - Amor Incondicional - Perdão - Compaixão


O Quarto Chakra, é o intermediário entre os três primeiros e os três últimos chakras. Com os três primeiros chakras que já vimos, temos as habilidades para construir e avançar com nossa vida física aqui e agora. Com o Chakra Cardíaco e os próximos três, construímos nossa vida na espiritualidade.

Está localizado na região cardíaca (coração), na parte superior do peito e ligeiramente à esquerda. Representado por uma lótus de 12 pétalas, sua cor é o verde, seu elemento da natureza é o Ar e seu mantra é “Yam”. Seu nome sânscrito significa “intocado” ou “o som não produzido” (batidas do coração).

Este chakra está relacionado ao amor incondicional, a nossa capacidade de pensar e atuar pela coletividade, a generosidade, a compaixão, ao perdão, ao sentido pleno da nossa existência. É por ele que passa toda energia que desejamos presentear aos outros. É ele que permite que o amor e a bondade fluam naturalmente em todos os seres.

O Anahata Chakra está ligado ao desenvolvimento espiritual, a perceber e sentir os dons e habilidades que você já trouxe consigo para esta vida, e saber usá-los. Se o que você faz hoje já não faz mais sentido, talvez esteja na hora de descobrir essas habilidades, seguir o caminho do coração. Para isso, é preciso deixar o Chakra Cardíaco livre de bloqueios, liberando este caminho espiritual para que se manifeste no plano físico.

No corpo físico, ele corresponde a glândula Timo, cuja função é regular o crescimento (nas crianças), dirigir o sistema linfático, estimular e fortalecer o sistema imunológico. Quando em desequilíbrio, este chakra manifesta tristeza, depressão, angústia, medo, raiva, “coração fechado”, síndrome do pânico, doenças cardíacas, pressão alta, problemas no colesterol, tensão, câncer, etc.

Algumas dicas para equilibrar: Terapia Multidimensional (A Cura pelo Coração); Ho’oponopono; Reiki; meditação; Yoga; Florais; cristais (pedras quartzo rosa, pirita, esmeralda); Thetahealing; Aromaterapia; EFT (Emotional Freedom Technique); usar e/ou meditar com a cor verde; entoar o mantra “Yam”; ficar atento aos seus sentimentos, etc.

5º Chakra: Chakra Laríngeo ou Vishuddha Chakra

Comunicação - Expressão com o mundo - Criatividade - Propósito


Localizado no meio da garganta, próximo ao “Pomo de Adão”, o Terceiro Chakra é representado por um lótus de 16 pétalas, tem a cor azul, seu elemento da natureza é o Éter (espaço, amplitude, expansão), e seu mantra é o “Ham”. Seu nome sânscrito significa “Puro” ou “Centro de Pureza”.

O Chakra Laríngeo quando equilibrado, é responsável por nossa comunicação, pela clareza com que passamos nossa mensagem ao mundo. É o chakra da criatividade, do som, da vibração, da capacidade de receber e assimilar. Os grandes líderes atuam bastante com este chakra, impondo suas vontades, convencendo pessoas através do poder das palavras e da comunicação. Este Centro de Energia tem muita influência no sucesso profissional de uma pessoa. Quando ele está harmonizado, somos conscientes da responsabilidade de nosso desenvolvimento em todos os sentidos. Passamos então a saber qual nosso papel na sociedade, no trabalho e buscamos adquirir o máximo de satisfação possível.

No aspecto físico, este chakra está relacionado a glândula tireoide, que tem um papel fundamental no crescimento do esqueleto e dos órgãos internos, regulando o metabolismo. Sua energia também é ligada a nossa face, nariz, aparelho respiratório, esôfago, traquéia, laringe, cordas vocais e sistema linfático.

A lamúria, reclamação excessiva, a contestação sem sentido, a fofoca, a implicância são coisas que desequilibram este chakra. Além disso, o álcool e o cigarro também consomem muita energia vital da garganta. Quando em desarmonia, aparecem as fobias, falta de criatividade, preconceitos, crenças limitantes, agressividade verbal, bruxismo, laringite, faringite, gagueira, surdez, problemas de tireoide, etc.

Algumas dicas para equilibrar: Falar coisas boas, construtivas, inspirar pessoas, ser coerente; Terapias como PSYCH-K® (crenças limitantes), Terapia Multidimensional, Reiki, Aromaterapia; Yoga; meditação; entoar o mantra “HAM”; cristais (safira azul, sodalita, turquesa, etc); usar a cor azul; etc.

6º Chakra: Chakra Frontal ou Ajna Chakra

Consciência - Intuição - Autoridade - Percepção - Liderança


O Sexto Chakra ou “Terceiro Olho”, está localizado no meio da testa, entre as sobrancelhas, logo acima do nível dos olhos. Seu nome sânscrito Ajna significa “autoridade, poder, comando intuitivo”. Representado por uma lótus de 96 pétalas, sua cor é o azul-índigo, seu mantra é “Om”, e ele não possui um elemento correspondente no mundo físico.

Este é o chakra dos sentidos, responsável pela energia da parte superior da cabeça, parte craniana, olhos e ouvidos. É o Centro de Energia da intuição. Durante toda nossa vida, temos escolhas e decisões para fazer, e nada melhor do que usar a intuição para acelerar o nosso processo de acertar os caminhos. Contudo, estamos sempre aprendendo. Errar em alguma escolha, também nos ajuda a interpretar cada vez melhor a nossa intuição.

Perseverança é diferente de teimosia, e saber distinguir isso é sinal de um uso mais atento da intuição. Saber quando você realmente deve insistir em algo, pois deseja conquistá-lo e faz parte da sua essência, e quando está apenas insistindo num erro, em algo que sua intuição já busca lhe dizer que pode dar errado ou que não é o caminho certo no momento.

O Chakra Frontal representa então a intuição (além da vidência e a audiência no campo da paranormalidade), a consciência e a capacidade de observar sem julgamento. Através dele, emitimos nossa energia mental. Ele atua diretamente na glândula pituitária (hipófise), que comanda a função das demais glândulas do corpo.

Quando está em desequilíbrio, resulta em desconcentração, medo, teimosia, apego, sensação de falta de objetivo, instabilidade de vida, medo da aparição de espíritos ou fantasmas; além de reações do corpo físico como rinite, problemas de ouvido, de olhos, surdez, tontura, enxaqueca, cansaço e confusão mental.

Algumas dicas para equilibrar: Reiki; Terapia Multidimensional; Florais; Yoga; passar um tempo na natureza; afirmações como “Eu confio na minha intuição” ou “Eu vejo as coisas com clareza”; entoar o mantra “OM”; usar ou mentalizar a cor azul-índigo; meditação; cristais brancos, ametista, sodalita; Aromaterapia, etc…

7º Chakra: Chakra Coronário, Chakra da Coroa ou Sarashara Chakra

Espiritualidade - Caminho de crescimento - Consciência Universal


O Sétimo Chakra está localizado no alto da cabeça, e é o chakra da consciência, da luz de conhecimento. Ele tem a forma diferente dos outros, com intensas radiações luminosas e translúcidas. Suas cores são o branco, o dourado e o violeta, seu mantra é o silêncio, e é representado por todos os elementos da natureza, incluindo o éter. Seu nome sânscrito significa “Chakra das Mil Pétalas”.

Ele representa o nosso caminho de crescimento, na busca de alcançar a serenidade espiritual e a completa consciência universal. É a nossa ligação com as Energias Superiores, com o Divino, com o Universo. Este é o chakra mais complexo, e é relacionado a conexão da pessoa com a espiritualidade e à integração de todo o ser físico, emocional, mental e espiritual.

Por ter a condição de semelhante ao Universo, ao Todo ou ao Cosmo, este Centro de Energia não correspondente no mundo físico, é feito de puro silêncio. Já no corpo humano, ele corresponde a glândula pineal, que atua no organismo como um todo.

Quando alguém se sente sozinho, é sinal de que o Chakra Coronário não está em equilíbrio e fluindo livremente. Quando há uma conexão com a energia Universal, a pessoa não se sente sozinha ou sem apoio. Ela tem a consciência de que ela e o Universo estão em harmonia e integrados. Temos que observar também, que este Centro de Energia é influenciado pela soma das energias dos seis chakras que vimos anteriormente. Portanto, é preciso buscar um equilíbrio como um todo, para desenvolver cada vez mais a nossa consciência.

O desequilíbrio no Sarashara Chakra pode acarretar puberdade tardia, a não compreensão do aspecto espiritual (tanto própria, como dos outros), gerando uma visão materialista das coisas. Pode resultar também em insônia, enxaqueca, histeria, disfunções sensoriais, neuroses, possessão, obsessão, e desordens do sistema nervoso.

Algumas dicas para equilibrar: meditação (silêncio); Reiki, Terapia Multidimensional; Alinhamento Energético; Florais; Aromaterapia; Yoga; visualizar as cores branco, dourado e violeta como luzes entrando no topo da cabeça; concentrar suas intenções para fazer um mundo melhor; descobrir como seus talentos podem ajudar os outros; etc…
Paz e Luz!

Ana Carolina Reis
Evoluir Juntos





Atendimentos e terapias  em Niterói, RJ: contato Evoluir Juntos

Atendimentos, terapias e cursos no Rio de Janeiro: www.aromadeflor.com.br


Veja mais em:

Nilton Schutz

Calibração Arcturiana, Arly Cravo



  • Share:

You Might Also Like

0 comentários