Sobre começar sem saber por onde, e sem saber o porquê

By Evoluir Juntos - novembro 14, 2017





Olá! Gratidão por você estar aqui!

Dando continuidade aos nossos textos sobre multipotenciais (se não leu ainda, clica aqui para descobrir se você também é um!), antes de entrarmos em outros tópicos, vamos a essa pulga atrás da orelha. Aquele “Ok, gosto de diversos temas. Tenho várias ideias. O que eu faço?”.

Vamos lá!

Quem nunca ouviu aquele “comece com o que você tem”? “Faça algo agora, mesmo que não esteja preparado”.

A dica que eu te dou é: realmente, comece.

Mesmo que suas ideias sejam muitas (comece com uma), mesmo que para você pareça loucura, mesmo que a opinião dos outros seja contrária, mesmo que você não ache que está pronto, mesmo que não tenha experiência, mesmo que não exista ninguém fazendo isso em outro lugar do mundo… não importa.

O que sua intuição diz? (Assista “Innsaei”, na Netflix! Sério, assista! Vale muito a pena!)

Qual é o seu talento?

Quais são os seus dons?

Coloque-os em prática, espalhe essa luz que só você possui por aí! Todos somos únicos, e ao mesmo tempo, juntos somos todos Um. Quando nós cuidamos de nós mesmos, fazemos bem ao mundo.


Quando transmitimos nossa mensagem, e usamos nosso talento, atingimos e impactamos a vida de alguém. Mesmo que seja apenas uma pessoa, olha que coisa maravilhosa! Você mudou, mesmo que um pouquinho, a vida do outro!


Não sabe por onde começar? Se analise. Qual conhecimento você tem hoje que pode ajudar alguém? Pode ser que você saiba consertar algum objeto, contar histórias, motivar pessoas, ter empatia com animais, escrever poesias, cantar, lavar carros, organizar ambientes, cozinhar, ensinar, decorar bolos, juntar almas gêmeas, programar eventos, sabe ouvir como ninguém, é bom de encontrar soluções, pintar, cuidar de crianças, seria um bom terapeuta natural, fazer esculturas, cantar, consertar eletrônicos, plantar, etc.






Todos esses hobbys, paixões, dons, habilidades, enfim, chame como preferir! Isso faz de você único. Já reparou quantas profissões seguidas da palavra "personal" existem hoje em dia? Não é apenas o personal trainer que tem essa nomenclatura hoje em dia. Você aí pode se tornar um personal! Use esse amor que você tem pelo seu assunto, e transforme a vida das pessoas. Se você já passou por tantas coisas na vida, para aprender e chega até aqui, você pode ensinar aos outros para que não precisem passar pelo mesmo caminho tortuoso.

Ainda não se sente seguro? Estude. Mas não use os estudos como desculpa para não começar. Ou seja, o “não estou pronto ainda, preciso estudar mais” só irá te travar. Estudar, principalmente se o tema for aquilo do que mais gostamos na vida, é para sempre. E não precisa ser sacrifício. Mas comece com esse pouquinho de conhecimento mesmo! Na verdade, você vai se surpreender com o tanto de sabedoria que está aí dentro da sua mente e do seu coração.

Dica: sabe aquela coisa que todo mundo te pede ajuda para fazer? E você diz "que isso, não me custou nada!". Aí pode ter algo muito bom a ser trabalhado! Um dom, habilidade…


Comece de graça




Comece com um trabalho voluntário, gratuito, na intenção de se colocar em movimento. A sua recompensa virá de diversas formas.

Não precisa necessariamente ser em alguma ONG ou entidade de voluntariado. Mas se for também que maravilha! Quantos lugares por aí estão precisando de um ajuda! Comece por aí se esse for o chamado que está ouvindo do seu coração. Ou então, como outra forma de voluntariado, comece a oferecer o seu dom de graça! Não por que ele não valha nada e você não possa cobrar por ele. Claro que pode! Mas você precisa começar de algum lugar. E nada melhor do que presentear o mundo com essa coisa que você ama e faz tão bem!

Dica: com o tempo, conforme você for ganhando público e reconhecimento, você pode cobrar pelo seu trabalho. Ou seja, isso pode ser sua fonte de sustento. E por que não continuar mantendo aqui ou ali um atendimento social, ou ajudar um amigo, ou alguém que esteja precisando. Afinal, quando a gente ama, não é sacrifício nenhum certo?


Sempre existe alguém que sente afinidade com você




Outra crença limitante que trava muito a gente, é a de que “já existem muitas pessoas fazendo isso. Eu não vou fazer também, não vai dar em nada”. E isso é um grande erro nosso. Sabe por quê? Porque cada um tem uma energia própria! Cada um tem uma química própria.

Você já deve ter ouvido alguém dizer que “minha energia não bateu com a dessa pessoa” e simplesmente essa pessoa não conseguir se relacionar com a outra. Não tem motivo específico, ninguém fez nada contra ninguém, simplesmente não funciona.

Então aí que está o lado positivo: sempre vai ter alguém para se sentir bem com a sua energia! Mesmo que você faça o mesmo trabalho do Fulano, a pessoa pode preferir ouvir o seu jeito de falar, a sua maneira de fazer, a sua companhia, etc.

Com o passar do tempo, todos nós mudamos de mentores, de professores, de convivências. Isso é natural, e acontece também com o que você estiver oferecendo ao mundo, com o seu trabalho, as pessoas vão, mas outros clientes e outras pessoas vem para você.

Apenas se abra, permita que esse fluxo corra.


Não tem? Invente!




Há quem se paralise também por ter medo ao perceber que aquele “trabalho dos sonhos” não existe. Ficamos preocupados com o que as pessoas vão falar, achar, comentar ou como isso gerará dinheiro, ou como colocar em prática determinado plano, etc.

Toda profissão, hobby, atividade foi criada! Hoje, vivemos uma época em que estão nascendo crianças praticamente prontas para inovar e inventar novas possibilidades. Está vindo aí uma nova geração que vai criar empregos novos, novas maneiras de pensar, de agir, de falar.

Na verdade, já estamos fazendo isso. Citei a nova geração, por que tem ficado cada vez mais evidente o potencial que as crianças têm demonstrado atualmente. É claro que, com isso, um novo jeito de educar é necessário. E já estão surgindo escolas com o pensamento bem diferenciado, mais “fora da caixa”, que capacita o ser humano para viver e se descobrir.

E o mais importante desse ponto é: aprender a não nos incomodarmos ou nos preocuparmos com a opinião alheia. Eu sei, é difícil. Mas não impossível. Se você quer criar um conceito novo, viu que não tem ninguém fazendo tal coisa ainda, e resolveu lançar você mesmo, aproveite! Vá em frente! Sempre vai ter alguém para criticar, e sempre vai ter alguém para te apoiar. Então, a escolha é sua.

Eu, como falei no post anterior, por ter esses vários interesses por assuntos diversos, já quis fazer tanta coisa que não fiz por ouvir a opinião de alguém. Não fico me castigando pensando “e se eu tivesse feito o contrário?”, até por que, não existe “e se”. Tudo acontece quando e do jeito que era para acontecer. E assim nós aprendemos. E está tudo bem!


Resumindo




Então, pega aquela dica que te dei de anotar, no seu caderno (ou aplicativo) e começa a colocar esse plano no papel. Depois, procure ver qual é a próxima coisa a ser feita, o que dá para fazer agora. E faça. Só sabemos se dará certo, tentando não é?

Vamos juntos, que fica mais fácil!


Paz e bem para você sempre!







Ana Carolina Reis Araujo









  • Share:

You Might Also Like

0 comentários