Dor na Coluna: e agora?

By evoluirjuntos - fevereiro 09, 2017



E aí vem aquela dor chata na coluna. Como fazer? Paro de treinar? Paro de correr? 

Temos sempre que lembrar que o corpo também precisa de descanso. E procurar saber se não estamos fazendo algum movimento errado durante o exercício! Para isso, o acompanhamento de um profissional é essencial.

Mas, como esse aqui é um blog para compartilhar experiências e dicas que usamos, a minha história é a seguinte: eu tenho uma protusão discal na coluna lombar L5 S1 (não me pergunte de onde ela surgiu), que o ortopedista me descreveu como sendo “o início da hérnia de disco” e que por conta disso, eu não poderia mais praticar musculação. (Como assim Doutor?!)

*Eu não sou especialista, mas nós temos alguns discos entre as vértebras (discos intervertebrais) que servem para amenizar os impactos dos movimentos da coluna. Em volta desses discos, existem alguns anéis fibrosos que possuem um núcleo. A protusão seria uma distensão do anel fibroso, sem o rompimento do mesmo, e o núcleo discal "empurra" o anel, causando dilatação e desgaste. Isso atinge os ligamentos em volta do disco, e daí vem as dores!

Na época, com medo, eu fiz o que ele recomendou. Fiquei 2 anos fora das academias, só fazendo Pilates (que aliás é ótimo, e faço até hoje alguns exercícios em casa) e ouvindo do médico que “a única opção era fazer natação”.

pilates-2

Bom, como eu não me baseio muito nisso de “uma única opção” (a escolha é sua, outra opção sempre existe pra tudo na vida) e não gostava de natação, continuei no meu Pilates.

Como em toda profissão, nem todos os médicos pensam da mesma forma. Eu demorei a perceber isso e a enfrentar o medo que eu havia criado de voltar para a academia e ficar com dores novamente. Depois de alguns anos com esse receio, finalmente procurei um outro médico, especialista em coluna, que me deu a melhor notícia: “claro que você pode voltar para a musculação!” Eu quase abracei ele de tanta alegria!

Mas para me liberar na musculação, ele me passou algumas (várias) sessões de fisioterapia. Eu confesso que tinha um pouco de preconceito, e achava que não funcionava. Mas isso era fruto de experiências ruins que tive antes, e de não ter sempre cumprido tudo o que o médico determinava. Isso porquê, eu era adolescente quando descobri a protusão na coluna! Então já viu né? Não queria saber de ficar presa na fisioterapia!

musculacao-leg

O importante é: tudo com moderação. Existem determinados exercícios que eu não posso fazer, como alguns tipos de agachamento, o leg 45º, a máquina de panturrilha vertical, etc. E outros só testando mesmo pra ver como minha querida coluna reage (recentemente testei fazer o exercício “Peso morto” e não rolou, foi dor na certa! Mas sigo adiante!). O quanto de peso utilizar também é importante, eu procuro não exagerar. Faço o esporte porque gosto, não quero me arriscar e voltar com as dores!

E a corrida? Pode?

Como sempre, isso varia de pessoa para pessoa. Conheço uma pessoa que tem duas protusões discais e corre maratonas. Mas não vai sair por aí correndo com dor hein?! "Ah, to com dor mas vai passar na corrida!". Nem sempre! Respeite seu corpo.

No meu caso, por conta desse “receio” de voltar a ter as dores, eu só comecei mesmo a correr, levando a sério, em 2016. 

Aqui cabe uma dica importante tanto para quem corre, como para quem pratica outro tipo de esporte, e tem algum cuidado especial com a coluna: nunca pare de cuidar da sua coluna.

Se for adepto da natação, faça; se puder faça Pilates; se precisar faça fisioterapia, massagens, acupuntura, alongamento (sempre!), Yoga, fortalecimento… Só não fique parado! Mesmo uma simples caminhada, que te tira do sedentarismo, já estará te ajudando.

pilates-yoga

Está com dor? Procure um médico ou fisioterapeuta de sua confiança. Aliás, o correto é procurar o médico antes da dor né? Checar toda sua saúde para iniciar um esporte numa boa! E se você já sabe que tem um desvio de coluna desde quando era criança, se volta e meia as costas doem, se não pode carregar peso, você já pode procurar um especialista para que sua coluna não piore.

Às vezes a dor pode vir pelo estresse também (não só a dor na coluna, mas uma enxaqueca, dores de tensão pelo corpo, e vários outros incômodos podem vir do famoso estresse).

Procure ter uma vida tranquila(sim, é possível), relaxar nos intervalos do seu trabalho (e se trabalha sentado, dê uma voltinha de vez em quando! Sua coluna agradece), não ficar discutindo política e religião por aí (vai por mim, evitar isso te libera de várias tensões no corpo), medite por alguns minutos, faça uma prece (para quem é de prece), respire fundo. Passe uma parte do seu final de semana perto da natureza, no mar ou no parque.

yoga-pos-corrida

A dor pode vir também de exercícios mal realizados na academia. Tem dúvida? Pergunte ao profissional da sua academia! Não é vergonha nenhuma, a gente não é obrigado a saber tudo.

E principalmente: não saia por aí fazendo todos os exercícios que tem no YouTube ou no Instagram, cuidado! Veja se não contém algum aviso no vídeo ou site que está ensinando os exercícios, às vezes que não é indicado para quem tem dor nas costas, no joelho e etc. Seu corpo, seus limites.

Há alguns anos, eu estava com muita dor na coluna e resolvi fazer uma sessão de “exercícios para dor na lombar” que encontrei no YouTube. Adivinha? A dor triplicou!!! Tanto que isso me marcou e lembro da situação direitinho até hoje.

Nem tudo é para todos. Seu corpo é diferente do meu. O que eu como, pode não fazer bem para você. Assim como o exercício que eu faço, pode te causar dores.

*Dica para dor: eu descobri que a liberação miofascial pode ajudar bastante nas minhas dores! Eu assisti isso nesse vídeo aqui no canal de corridas que te explica bem o que é: clique aqui. Mas recomendo que consulte um profissional de educação física para te ajudar nos movimentos e saber o que é bom pra o seu caso.

Anyway, o que eu deixo de reflexão pra você é: procure uma segunda e uma terceira opinião. Sempre de bons profissionais, é claro. Se eu não tivesse feito isso, estaria ainda com medo de voltar para a academia ou de começar a correr.

Não se baseie somente na primeira coisa que escutar, ou no primeiro texto que ler na internet. Nem mesmo no meu né? Procure outras opiniões, outros depoimentos, um fisioterapeuta além do médico. A coluna é a nossa base, não é pra deixar a dor te perseguir e fingir que nada está acontecendo.

A autora Louise Hay em seu livro “Você pode curar a sua vida”, (encontrei ele em PDF aqui) define a coluna vertebral como “o suporte flexível da vida”, ela é o seu apoio. Cuide bem dela.

Cuide bem do seu corpo. Cuide bem da sua mente.

Gratidão por ter vindo até aqui!

Evoluir juntos é o nosso objetivo.

*Como eu disse lá no início, aqui compartilhamos experiências que funcionaram com a gente! Cada um tem que entender e respeitar seu próprio corpo. Na dúvida, sempre procure um especialista! Não saia por aí copiando todo exercício, dieta e tratamento que você vê na internet ;)


Ana Carolina Reis - Evoluir Juntos

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários